Dicas

4 coisas sobre morar sozinho que você precisa saber

janeiro 14, 2019
Tempo de leitura 4 min

Morar sozinho é o sonho da maioria dos jovens. E essa mudança de vida pode surgir com um intercâmbio, com a necessidade de estudar em outra cidade ou, simplesmente, por querer sair da casa dos pais.

Independentemente do motivo, é preciso ter maturidade e planejamento para não entrar em ciladas. Ao contrário do que se imagina, morar sozinho não significa fazer festas todos os dias sem dar satisfação a ninguém. Essa nova etapa da vida exige que o indivíduo tenha os pés no chão, siga uma rotina disciplinada e conquiste mais responsabilidade com as obrigações diárias.

E aí, quer saber como investir de vez nessa empreitada? Para vencer esse desafio com sucesso, criamos um post com tudo o que você deve saber sobre o assunto. Confira!

1. Defina as atividades domésticas

Para morar sozinho e manter a vida nos eixos, é fundamental organizar bem as suas atividades semanais. Defina um dia e horário para fazer a limpeza da casa, um para passar e lavar a roupa, outro para comprar aqueles itens básicos no mercado e por aí vai.

Resolveu dividir o espaço com outra pessoa? Nesse caso, procure delegar as tarefas para cada morador. Por exemplo, se o seu companheiro tem mais habilidade em lavar a louça, deixe essa tarefa com ele. Enquanto isso, você ficará responsável por cozinhar ou fazer outra atividade essencial no lar.

Se esse esquema de organização não der certo, crie um rodízio semanal no qual cada um será encarregado de exercer uma função diferente ao longo da semana.

Lembre-se: sempre que você se comprometer a realizar uma tarefa, não deixe de cumpri-la. A principal regra da vida adulta é ter responsabilidade e não fugir das obrigações.

2. Faça um planejamento financeiro

Ao morar sozinho, você precisará arcar com inúmeros gastos. Dentre os principais, podemos destacar:

  • aluguel;

  • água;

  • luz;

  • telefone;

  • mercado;

  • transporte;

  • internet;

  • TV a cabo;

  • manutenção do espaço.

Uma maneira simples mas eficaz para não esquecer de pagar nenhuma conta é criar uma planilha de gastos. Esse documento pode ser elaborado em diferentes ferramentas, como o Excel, o Google Docs ou aplicativos específicos para smartphones.

Com essas plataformas, você conseguirá manter as finanças em dia e evitar gastos desnecessários sem correr o risco de fechar o mês no vermelho.

O ideal é evitar gastar mais do que você recebe e sempre realizar os pagamentos em dia para fugir dos juros abusivos. Também é importante programar as contas para serem pagas no débito e jamais no crédito, caso contrário, as suas dívidas se tornarão uma bola de neve.

3. Tenha cuidado com a alimentação

Ao sair da casa dos pais, precisamos cuidar da nossa própria alimentação. Durante essa transição, é comum que algumas pessoas deixem de lado as comidas saudáveis e passem a consumir alimentos processados e fast-food.

Contudo, se você deseja ter uma verdadeira vida de adulto, é essencial cuidar da saúde e dos seus hábitos alimentares. Deixe o miojo de lado e comece a preparar as suas refeições incluindo frutas, verduras, legumes e grãos integrais no cardápio.

Dica: reserve um dia para preparar pequenas porções de comida para serem consumidas ao longo da semana. Esses alimentos devem ser armazenados em potinhos e conservados na geladeira ou no freezer. Vale a pena!

4. Cuide da limpeza doméstica

Não tem jeito: para viver em um ambiente confortável, você precisará cuidar da limpeza do espaço. Já imaginou como pode ser desagradável receber visitas em uma casa bagunçada ou, até mesmo, suja? Portanto, procure sempre lavar a louça, tirar o pó dos móveis e varrer o chão.

Está encontrando dificuldade para conciliar a limpeza do lar com o seu trabalho e estudos? Então, considere a ideia de contratar alguém para cuidar dessas tarefas uma vez por semana.

O mesmo vale para as roupas sujas. Se você quiser ter uma gaveta de peças limpas e passadas, você precisará colocar a mão na massa. Quando for lavá-las, tente separar os itens coloridos dos brancos para que nada fique manchado.

Fala a verdade: após as nossas dicas, ficou mais fácil saber como morar sozinho e não enfrentar dor de cabeça, não é? Para continuar por dentro de outros conteúdos valiosos, assine a nossa newsletter e receba as novidades em primeira mão!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up